quinta-feira, 28 de junho de 2012

Reportagem televisiva - a TV que você não vê

Atualmente vivemos cercados de informação, seja por meio da televisão, rádio, internet, entre outros. Recebemos informações através de notícias, reportagens e propagandas sobre diferentes assuntos e por diversos veículos/suportes, como outdoors, revistas, programas de variedades, jornais, celulares ou tablets conectados a internet, entre outros. Devemos ter uma postura crítica diante de tantas informações que recebemos e principalmente devemos buscar mais de um veículo de informação para formar nossa opinião.
A seguir veremos um mesmo fato tratado de diferentes posturas de acordo com a ideologia de cada emissora de televisão: Globo, SBT e Record.

1º vídeo: Título: José Serra é agredido em campanha no Rio de Janeiro


Descrição: Jornal Nacional - 20/10/2010

O candidato do PSDB visitou a Zona Oeste do Rio de Janeiro, acompanhado de políticos e correligionários. A confusão começou durante uma caminhada pelo calçadão do bairro de Campo Grande.




Disponível em: Acesso em: 16/04/2012.


Após assistirem ao vídeo indicado, forme grupos de 3 ou 4 alunos e discutam as questões abaixo. Anotem as respostas para apresentarem para os outros grupos.



1) Na reportagem apresentada, a linguagem utilizada é formal ou informal? Expliquem essa escolha.



2) Qual é o assunto abordado nesta reportagem?



3) Observando a reportagem, podemos afirmar que ela é direcionada a um determinado público, seu conteúdo é de cunho político, tem um suposto interlocutor? Quais seriam esses interlocutores?



4) Há uma manchete para esta reportagem, a manchete já deixa claro qual será o assunto tratado? Transcrevam a manchete e explique o efeito de sentido do uso das palavras: “interrompida”, “agredido”, “militantes petistas” e “tucanos”.



5) O vídeo assistido é uma reportagem televisiva e tem todo um universo de características próprias do gênero. O que vocês podem observar na construção desta reportagem?


6) Quais recursos jornalísticos foram utilizados?


7) Quem são os entrevistados e quais os seus papéis sociais? Tais escolhas trouxeram alguma credibilidade as informações? De que forma os discursos dos entrevistados contribuem para retratarem as informações?


8) Qual é o veículo de circulação desta reportagem?

9) Há imagens sobre o fato? Sistematizem para apresentarem a turma o que puderam perceber com base nessas imagens.

10) Transcrevam dois discursos desta reportagem, e expliquem os elementos linguísticos que ajudaram a contribuir para a representação dos fatos.
 
 
2º vídeo: Título: José Serra Finge Agressão – Rede Globo – JN – Record News


Descrição: Agressão de Serra vista por outra emissora de televisão.

Disponível em: . Acesso em: 16/04/2012.





 
1) Comparando os dois vídeos, percebemos que ambos tratam do mesmo assunto, há diferença de opiniões? Expliquem sua resposta. (Professor, na apresentação desta atividade, deve-se sistematizar os fatos apresentados pelos grupos, dividindo as percepções dos 2 vídeos no quadro negro).




2) O veículo de circulação desta reportagem é o mesmo que da anterior? Expliquem qual é este veículo?



3) No vídeo acima qual é a linguagem utilizada, formal ou informal? O suporte e o interlocutor influenciaram nessa escolha? De que maneira?



4) A manchete desta reportagem também deixa claro o assunto tratado? Expliquem transcrevendo e comentando a chamada.



5) O vídeo assistido também é uma reportagem televisiva, ela possui a mesma estrutura da anterior. Expliquem suas diferenças. (Professor, nesta atividade o aluno deve perceber e apresentar os recursos como: entrevistas, recortes de imagens, vídeos, seleção dos entrevistados, os temas, a utilização de argumentos de autoridade por meio de diversas vozes sociais, entre outros.)



6) Quem são os entrevistados e quais os papéis sociais deles? Tal escolha influencia na argumentação apresentada e na credibilidade dos fatos?



7) Há imagens nesta reportagem? São as mesmas utilizadas no vídeo anterior? Sistematizem as informações contidas nas imagens para apresentarem a turma.



8) Transcrevam dois discursos desta reportagem, e expliquem os elementos linguísticos que contribuiram para a representação dos fatos? (Professor, nesta questão espera-se que o aluno observe e explique o efeito de sentido na escolha de determinadas palavras, como as ironias, as expressões modalizadoras, os adjetivos etc. Observe o exemplo: continua andando “normalmente”, a utilização do advérbio “normalmente” causa qual efeito de sentido nesta frase?)


3º vídeo:
Título: José Serra agredido durante campanha.



Descrição: O vídeo mostra agressão sofrida por José Serra em campanha


http://www.youtube.com/watch?v=LwzC9vZ8-z8&feature=youtu.be

1) Assistindo aos três vídeos, percebemos que o jornalismo nem sempre consegue ser neutro e imparcial, assim, refletem diferentes opiniões. Ou seja, nenhum discurso é neutro, ele vem sempre carregado de ideologia. Portanto, ao expor uma notícia ou reportagem você acaba escolhendo e expondo as informações, influenciado também por uma opinião, seja a da emissora, do repórter ou do editor do jornal. Considerando os três vídeos, qual é mais próximo da imparcialidade? Explique justificando sua escolha.



2) Agora é hora de saber um pouco mais sobre esse fato, além destas reportagens televisivas, pesquisem quais outros meios utilizados para transmitir esta notícia. Apresentem aos outros grupos um breve resumo do que trouxeram. Lembrem-se de pesquisar nas redes sociais.



3) Em seguida, elaborem uma entrevista entre o seu grupo sobre as informações encontradas.







Um comentário:

anacarolina_1807@yahoo.com.br disse...

Os videos de cada emissora deixa bem claro o ponto de vista de cada um.Mas nós temos que formar nossa opinião própria e após analisar os videos percebi que houve uma falata de respeito com o canditato Jozé Serra mais com toda a carteza não houve "agressão" e muito menos ao ponto de ter que ir para o hospital e como o presidente Lula msm disse ele so snetiu a "dor"apos minutos e so apenas dps da ligação que recebeu isso deixa suspeitas,de que foi um ato para publicidade e de forma alguma houve a "agressao"que a rede Globo transmitiu em seu jornal..