sexta-feira, 7 de outubro de 2011

Trabalho para 3o bimestre TODOS ALUNOS

Pesquisar sobre GRÊMIO ESTUDANTIL;
Mobilizar para a formação de um grêmio na escola com envolvimento de todas as turmas.
Formar o grêmio.
VALOR: 10 PONTOS

O que é o Grêmio Estudantil?
O Grêmio é a organização que representa os interesses dos estudantes na escola. Ele permite que os alunos discutam, criem e fortaleçam inúmeras possibilidades de ação tanto no próprio ambiente escolar como na comunidade.O Grêmio é também um importante espaço de aprendizagem, cidadania, convivência, responsabilidade e de luta por direitos.
Objetivos:Por isso, é importante deixar claro que um de seus principais objetivos é contribuir para aumentar a participação dos alunos nas atividades de sua escola, organizando campeonatos, palestras, projetos e discussões, fazendo com que eles tenham voz ativa e participem – junto com pais, funcionários, professores, coordenadores e diretores – da programação e da construção das regras dentro da escola.
Para resumir:Um Grêmio Estudantil pode fazer muitas coisas, desde organizar festas nos finais de semana até exigir melhorias na qualidade do ensino. Ele tem o potencial de integrar mais os alunos entre si, com toda a escola e com a comunidade.Por que um Grêmio na escola?Em todo lugar sempre tem algo importante a ser melhorado ou construído. Na sua escola, com certeza, não é diferente.O Grêmio Estudantil é uma das primeiras oportunidades que os jovens têm de participar da sociedade. Com o Grêmio, os alunos têm voz na administração da escola, apresentando suas idéias e opiniões.Mas toda participação exige responsabilidade! Um Grêmio Estudantil compromissado deve procurar defender os interesses dos alunos, firmando, sempre que possível, uma parceria com todas as pessoas que participam da escola. É importante trabalhar principalmente com os diretores, coordenadores e professores. Somente assim o Grêmio atuará verdadeiramente em benefício da escola e da comunidade.Faça parte desse grupoParticipar é importante para poder transformar. Se não estamos satisfeitos com alguma coisa, podemos propor alternativas e participar na sua transformação. Se estamos contentes com algo, podemos participar na sua divulgação e contribuir para que outras pessoas aprendam com nossa experiência. Isso é exercício de cidadania.Por isso é muito importante aprendermos a participar organizadamente das atividades da sociedade, da nossa comunidade e da nossa escola. E a melhor forma de aprender a participar é participando, ou seja, aproveitando as oportunidades que aparecem ou mesmo criando-as.Quanto mais estimulamos a colaboração e a solidariedade dentro da escola e em nossa comunidade, mais estaremos participando da construção de uma cidadania ativa, consciente e responsável. Esse é o desafio do GRÊMIO LIVRE ESTUDANTIL.PARTICIPE!Os estudantes e os grêmios livresGrêmios estudantis são entidades em que os estudantes desempenham uma atividade política, a qual denominamos de movimento estudantil – lugar onde todos exercem sua cidadania, ou seja: lutam por uma maior e melhor relação entre alunos e professores, bem como buscam uma formação escolar voltada para a realidade do país.Em 1968 a ditadura militar proibiu a criação e funcionamnto dos grêmios estudantis como força representativa dos discentes em suas respectivas escolas. No lugar dos grêmios foram instituídos os centros cívicos que não tinham autonomia e não podiam realizar atividades de natureza política, numa concepção alienada de que escola era lugar para estudar e não para fazer política. Os estudantes participaram dos centros cívicos, mas sempre lutaram pela volta dos grêmios estudantis livres.Com a abertura política e o retorno à normalidade da vida cívil, em 04 de novembro de 1985, é sancionada a Lei 7.398 (Lei do Grêmio Livre), de iniciativa do então deputado Aldo Arantes e reinvidicada pela UBES – União Brasileira dos Estudantes Secundaristas. Esta lei redemocratizou as entidades de representação estudantil no âmbito da educação básica, possibilitando novamente aos secundaristas, o direito de se organizarem de forma autônoma através de grêmios estudantis. Esta conquista, também está ratificada no artigo 53 da Lei 8.069, de 1990 (Estatuto da Criança e do Adolescente) que prevê o direito da criança e do adolescente à livre organização e participação em entidades estudantis.Os grêmios devem realizar atividades de naturezas: esportiva; cultural, educacional; social, como também atividades políticas com vistas à organização e conscientização dos estudantes e envolvimento dos mesmos em reivindicações do nosso dia-a-dia, pois o grêmio se reveste em imprescindível mecanismo de unificação, união e luta de todo o movimento estudantil secundarista.. Assim, o grêmio colabora para a formação de um jovem cidadão mais crítico, participativo, condutor e sujeito de sua própria história.Comunidade Escolar: O grêmio estudantil integra a comunidade escolar. Implica dizer que o mesmo participa de toda uma rede de atores; peculiares ao cotidiano da vida da escola. Instituições como conselho escolar e associação de pais e mestres contribuem cada uma a seu modo, no crescimento e desenvolvimento da comunidade, numa visão de autonomia e gestão democrática do ensino.Saiba Mais:Somente alunos matriculados na escola podem integrar os grêmios estudantis;Antes de criar um grêmio, é importante formar uma comissão pró-grêmio estudantil, cuja função será organizar a futura entidade e demonstrar aos alunos a necessidade dessa representação;Todo grêmio deve ter um estatuto: instrumento facilitador e agregador que incentive a participação dos integrantes. Deve ser um alicerce legal, que defina objetivos e finalidades, a estrutura adminsitrativa e as competências, além de normalizar as funções;É preciso planejamento, com reuniões periódicas e ocasionais. É recomendável fazer uma pauta para colocar em ordem os assuntos a serem discutidos;A assembléia geral não pode ser feita em horários que impliquem perda de aulas. As assembléias devem ser curtas, dando a todos os estudantes a oportunidade de se manifestarem;O grêmio estudantil é independente da administração escolar. Podem ser feitos projetos em comum com a escola, porém, sem interferências. O grêmio também deve se manter distante de partidos políticos, respeitando a pluralidade ideológica de cada estudante;Todas as verbas obtidas pelo grêmio devem ser usadas na sua manutenção, não podendo haver remuneração para nenhum integrante.Os grêmios e a ação estudantilSendo a escola o espaço aglutinador da juventude, é ela em si o espaço central e privilegiado para a formação de lideranças e promoção de cultura cívica. Emerge daí a importância do processo de formação e consolidação dos grêmios estudantis.Por definição socialmente comungada e legalmente reconhecida, o grêmio é o espaço de representação dos alunos na escola, configurando-se como instrumento destes para a materialização de seus desejos e expressão de suas reivindicações.Aprender com a práticaA experiência democrática inerente ao processo de formação e consolidação dos grêmios é também um importante processo pedagógico. Afinal, os alunos vivenciam no período de eleição a construção de uma chapa, constroem coletivamente planos de governo, pautados nos anseios deles próprios e dos demais estudantes; participam do pleito eleitoral e, posteriormente, gerenciam o grêmio. Ou, caso não sejam os vencedores ou sejam alunos que não participaram da disputa eleitoral, colaboram com os eleitos, cobrando-os ou construindo com eles a gestão estudantil. Claramente, as vantagens extraídas de uma experiência democrática representativa na escola são muitas, ainda mais se os frutos a serem colhidos forem considerados também no longo prazo. Em primeiro lugar, porque os jovens, logo no momento em que começam a consolidar sua identidade como cidadãos, iniciam sua vida política como sujeitos de um processo coletivo de escolha e tomada de decisão. Em alguns casos ainda têm a incumbência de gerir uma associação representativa. Em segundo lugar, a participação no grêmio estudantil é um intenso processo pedagógico de negociação, questionamento e empreendedorismo, elementos centrais no amadurecimento individual e profissional dos estudantes, queiram eles optar pela carreira pública ou não.Um outro aspecto importante é o fato da participação no grêmio incitar os jovens a exercerem e dominarem atividades formais, geralmente administrativas e notadamente imprescindíveis ao encaminhamento bem-sucedido de seus projetos de vida. Elaborar o estatuto e o regimento interno, fazer as atas das reuniões, controlar e preencher o livro-caixa, responder cartas, buscar parceiros e financiadores, escrever jornais, convocar e organizar assembléias, fazer balanços, negociar com a direção da escola, escrever e viabilizar projetos e empreendimentos diversos, debater publicamente etc. Tudo isso desenvolve inúmeros conhecimentos e capacidades essenciais na vida, tanto juvenil como adulta, permitindo ao estudante um desenho plausível de um futuro desejado e exeqüível, em que o sonho está pautado numa sólida análise da realidade que ele terá que enfrentar.Ação políticaComo o grêmio estudantil é uma instituição política, representativa e democrática dentro da escola, sua atuação tende a tornar a unidade escolar um espaço público amplo e difusor de politização, inclusive à comunidade do entorno. Isso ocorre porque a ação política, por definição, é preeminente e a partir do momento em que ela é disparada, logo uma outra a sucede, criando um caminho sem volta de onde emergem conflitos, propostas, discursos, mas essencialmente negociação e experiência coletiva.Como uma ação política gera outra, necessariamente, no momento em que os jovens optam pela participação nos grêmios, naturalmente iniciam suas atividades reivindicando por melhorias no espaço físico da escola etc. Mas com o decorrer do tempo, logo passam a discutir temas de grande abrangência pública como projeto político-pedagógico, programas de cultura e lazer às juventudes presentes na unidade escolar, políticas de emprego, política educacional (com especial atenção ao acesso à universidade), violência, entre outros. Depois de acesa e alimentada, a chama da participação domina o espírito dos estudantes e os encoraja ao exercício da cidadania. Com o tempo, eles ocupam todas as instituições da escola (Conselho Escolar e Associação de Pais e Mestres), chegando muitas vezes a liderá-las, além de atuar em outras organizações externas ao ambiente escolar, superando em alguns casos as fronteiras comunitárias.Infelizmente, não são todos os grêmios que alcançam plenamente esses resultados. Em parte isso ocorre pelos próprios limites da cidadania e da cultura cívica democrática no Brasil. Mesmo sendo a escola algo nada novo, trabalhar em seu território, aproveitar as suas potencialidades e superar seus obstáculos, a torna um espaço propício para o semear de perspectivas e colheita de soluções.
Fonte de Pesquisa:http://www.mundojovem.pucrs.br/subsidios-gremio_estudantil.php

16 comentários:

Élida Barros disse...

Eis o endereço para acesso e consulta:
https://www.educacao.mg.gov.br/escolas/aluno/gremio-estudantil
Bom trabalho!!!

Mudesto- disse...

O que é o Grêmio Estudantil?

O Grêmio é a organização que representa os interesses dos estudantes na escola. Ele permite que os alunos discutam, criem e fortaleçam inúmeras possibilidades de ação tanto no próprio ambiente escolar como na comunidade.

O Grêmio é também um importante espaço de aprendizagem, cidadania, convivência, responsabilidade e de luta por direitos.

Objetivos

Por isso, é importante deixar claro que um de seus principais objetivos é contribuir para aumentar a participação dos alunos nas atividades de sua escola, organizando campeonatos, palestras, projetos e discussões, fazendo com que eles tenham voz ativa e participem – junto com pais, funcionários, professores, coordenadores e diretores – da programação e da construção das regras dentro da escola.

Para resumir: um Grêmio Estudantil pode fazer muitas coisas, desde organizar festas nos finais de semana até exigir melhorias na qualidade do ensino. Ele tem o potencial de integrar mais os alunos entre si, com toda a escola e com a comunidade.


Aluno:Gabriel Modesto 3°

Fonte:
Site: http://www.soudapaz.org/

Élida Barros disse...

Podem postar a pesquisa mas não esqueçam da prática... Realizar a eleição, fazer as atas e começar a agir! Todas etapas estão no site acima, na primeira postagem. Qualquer dúvida, me procurem.

.. disse...

GRÊMIO ESTUDANTIL: É uma organização sem fins lucrativos que representa o interesse dos estudantes e que tem fins cívicos, culturais, educacionais, desportivos e sociais. O grêmio é o órgão máximo de representação dos estudantes da escola. Atuando nele, você defende seus direitos e interesses e aprende ética e cidadania na prática. Ele permite que os alunos discutam, criem e fortaleçam inúmeras possibilidades de ação tanto no próprio ambiente escolar como na comunidade. O Grêmio é também um importante espaço de aprendizagem, cidadania, convivência, responsabilidade e de luta por direitos.




° É importante deixar claro que um de seus principais objetivos é contribuir para aumentar a participação dos alunos nas atividades de sua escola, organizando campeonatos, palestras, projetos e discussões, fazendo com que eles tenham voz ativa e participem – junto com pais, funcionários, professores, coordenadores e diretores – da programação e da construção das regras dentro da escola!



° A existência de grêmios estudantis é assegurada pela legislação federal , que devido ao rompimento da política ditatorial e repressiva na época conhecida como Ditadura Militar, foi assegurado em 1985 pela Constituição Federal a Lei nº 7.398 que garantiu definitivamente o direito dos estudantes a reivindicar a criação de grêmios estudantis, para garantir a liberdade de pensamento e uma sociedade com mais participação democrática. Brasileira.



NOME: Carlos Júnior
N°: 02
SERIE: 1° ano A
FONTE: http://pt.wikipedia.org/wiki/Gr%C3%AAmio_estudantil

hiagoreis disse...

O que é o Grêmio Estudantil?

O Grêmio é a organização que representa os interesses dos estudantes na escola. Ele permite que os alunos discutam, criem e fortaleçam inúmeras possibilidades de ação tanto no próprio ambiente escolar como na comunidade.

O Grêmio é também um importante espaço de aprendizagem, cidadania, convivência, responsabilidade e de luta por direitos.

Objetivos

Por isso, é importante deixar claro que um de seus principais objetivos é contribuir para aumentar a participação dos alunos nas atividades de sua escola, organizando campeonatos, palestras, projetos e discussões, fazendo com que eles tenham voz ativa e participem – junto com pais, funcionários, professores, coordenadores e diretores – da programação e da construção das regras dentro da escola.

Para resumir: um Grêmio Estudantil pode fazer muitas coisas, desde organizar festas nos finais de semana até exigir melhorias na qualidade do ensino. Ele tem o potencial de integrar mais os alunos entre si, com toda a escola e com a comunidade.

Fonte: Caderno Grêmio em Forma, do Instituto Sou da Paz.
Site: http://www.soudapaz.org/

NOME : Hiago B. R. Reis
N° : 08
SERIE : 1°A

Isabella Campos disse...

Para podermos falar em grêmio estudantil é preciso compreender a base sobre a qual tal idéia está edificada, pois não podemos enxergá-la como uma iniciativa isolada, mas sim como uma mudança de paradigma nas relações entre os entes da comunidade escolar.
O pano de fundo do grêmio estudantil é a existência de uma gestão democrática do processo escolar, capaz de pôr em funcionamento movimentos importantes de participação de alunos, funcionários, professores e pais, atuando diretamente na desconstrução das relações hierárquicas de poder e na ruptura com os processos de exclusão que têm levado ao fortalecimento dos conflitos entre alunos e professores, como fenômeno de resistência. Neste sentido, a democratização do processo de gestão deve garantir, através do exercício permanente de análise e de ações participativas o acesso igualitário às informações a todos os segmentos da comunidade escolar e a aceitação da diversidade de opiniões e interesses.
Assim, o grêmio estudantil constitui um meio de participação dos alunos na vida escolar, o que favorece a formação para a cidadania, tornando-se um espaço de discussão, criação e tomada de decisão acerca do processo escolar, bem como fortalecendo noções a respeito de direitos, deveres e convivência comunitária. “Por isso, é importante deixar claro que um de seus principais objetivos é contribuir para aumentar a participação dos alunos nas atividades de sua escola, organizando campeonatos, palestras, projetos e discussões, fazendo com que eles tenham voz ativa e participem – junto com pais, funcionários, professores, coordenadores e diretores – da programação e da construção das regras dentro da escola
Portanto, ao criar tal espaço de participação, o grêmio estudantil dá aos alunos a possibilidade de transformarem a sua realidade, proporem alternativas, lutarem por seus direitos e, o mais importante, exercerem a sua cidadania.
A importância da participação dos alunos e do movimento estudantil, do qual o grêmio estudantil faz parte, também é afirmada pela legislação brasileira. Entre as principais leis, podemos citar a Lei n° 7.398 de novembro de 1985, que dispõe sobre a organização de entidades estudantis de 1° e 2° graus e assegura aos estudantes o direito de se organizar em grêmios; a Lei Complementar n° 444 de dezembro de 1985, que, em seu artigo 95, dispõe sobre o Conselho de Escola; a Lei n° 8.069 de julho de 1990 (Estatuto da Criança e do Adolescente), que garante, em seu artigo 53, o direito dos estudantes de se organizar e participar de entidades estudantis; e, por fim, a Lei n° 9.394 de dezembro de 1996, que, ao estabelecer as diretrizes e bases da educação, garante a criação dos grêmios estudantis.


Izabella De Souza Campos
Nº: 10
1º A

Mudesto- disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Mudesto- disse...

Modernismo (1922 a 1930)

Este período começa com a Semana de Arte Moderna de 1922. As principais

características da literatura modernista são : nacionalismo, temas do

cotidiano (urbanos) , linguagem com humor, liberdade no uso de palavras e

textos diretos. Principais escritores modernistas : Mario de Andrade, Oswald

de Andrade, Menotti Del Picchia, Cecília Meireles e Manuel Bandeira.


1)Oswaldo de Andrade:
Nascimento e morte – José Oswald de Sousa Andrade nasceu em São Paulo

(capital), em 11 de janeiro de 1890. Faleceu em São Paulo, em 22 de outubro

de 1954.

Descendência literária – Descende pelo lado materno do escritor naturalista

Inglês de Sousa (autor de O Missionário).

Sua obra de maior sucesso é o romance Memórias Sentimentais de João Miramar

(1927), em que faz mistura de prosa e poesia.

Trecho da obra "Romance Memórias Sentimentais
"Destinos calmos como vacas quietavam nos campos de sol parado. A vida ia

lenta como pontes e queimadas. Um matinal arranjo desenvolto de ligas

morenava coxas e cacho"

2)Manuel Bandeira:

Nascimento e morte – Manuel Carneiro de Souza Bandeira Filho nasceu em

Recife (PE), em 19 de abril de 1886. Faleceu no Rio de Janeiro (RJ), em 13

de outubro de 1968.

A obra mais admirada de Bandeira é Libertinagem (poesias, 1930).

Trecho da Obra:
"Vou-me embora prá Pasárgada
Lá sou amigo do rei
Lá tenho a mulher que eu quero
Na cama que escolher
Vou-me embora prá Pasárgada"

3)Mario de Andrade:
Nascimento e morte - Mário Raul de Morais Andrade nasceu na cidade de São

Paulo, na Rua Aurora, no dia 9 de outubro de 1893. Faleceu na sua cidade

natal, em 25 de fevereiro de 1945.
Obra:
Primeiro Andar, 1926

4)Menotti Del Picchia

Nascimento e morte – Paulo Menotti del Picchia nasceu em São Paulo, SP, em

20 de março de 1892. Faleceu na mesma cidade, em 23 de agosto de 1988.

OBRAS
JUCA MULATO
Trecho da obra:
"Nuvens voam pelo ar como bandos de garças,
Artista boêmio, o sol, mescla na cordilheira
pinceladas esparsas de ouro fosco"


5)Cecília Meireles:

Nascimento e morte – Cecília Meireles Grilo nasce no Rio de Janeiro (GB), em

7 de novembro de 1901. Falece na mesma cidade, em 9 de novembro de 1964,

após longa enfermidade, vitima de câncer.

Obra:Espectros, 1919

Trecho da obra:

"Firme na sela do ginete arfante,
Da coorte na vanguarda, ei-la às hostis
Trincheiras que galopa, delirante,
Fronte serena e coração feliz."


Aluno:Gabriel Ribeiro Modesto
N°:11

FONTE:pt.wikipedia.org, www.suapesquisa.com

Fiama Goutara disse...

O Grêmio estudantil é uma organização sem fins lucrativos que representa o interesse dos estudantes e que tem fins cívicos, culturais, educacionais, desportivos e sociais. O grêmio é o órgão máximo de representação dos estudantes da escola. Atuando nele, você defende seus direitos e interesses e aprende ética e cidadania na prática. Ele permite que os alunos discutam, criem e fortaleçam inúmeras possibilidades de ação tanto no próprio ambiente escolar como na comunidade. O Grêmio é também um importante espaço de aprendizagem, cidadania, convivência, responsabilidade e de luta por direitos.

seus principais objetivos são contribuir para aumentar a participação dos alunos nas atividades de sua escola, organizando campeonatos, palestras, projetos e discussões, fazendo com que eles tenham voz ativa e participem – junto com pais, funcionários, professores, coordenadores e diretores – da programação e da construção das regras dentro da escola.

Para resumir: um Grêmio Estudantil pode fazer muitas coisas, desde organizar festas nos finais de semana até exigir melhorias na qualidade do ensino. Ele tem o potencial de integrar mais os alunos entre si, com toda a escola e com a comunidade.


Fiama A. Goutara
1º A
Numero 4

fernanda martins disse...

O QUE É GRÊMIO ESTUDANTIL?

O grêmio é uma organização sem fins lucrativos que representa o interesse dos estudantes e que tem fins cívicos, culturais, educacionais, desportivos e sociais.
O grêmio é o órgão máximo de representação dos estudantes da escola. Atuando nele, você defende seus direitos e interesses e aprende ética e cidadania na prática.

OBJETIVOS

Congregar e representar os estudantes da escola;
Defender seus direitos e interesse;
Cooperar para melhorar a escola e a qualidade do ensino;
Incentivar e promover atividades educacionais, culturais, cívicas, desportivas e sociais.
Realizar intercâmbio e colaboração de caráter cultural e educacional com outras instituições de caráter educacional

ATIVIDADES

Dentre as muitas atividades que o grêmio pode realizar, destaca-se:

Integrar os alunos e a comunidade, promovendo eventos culturais como projeção de filmes, peças teatrais, gincanas, concursos de poesia, coral, festival de dança, de música, etc.
Cursos de artesanato
Campeonatos esportivos nas diversas modalidades
Palestra sobre, violência, drogas, sexualidade e meio ambiente, etc.
Campanhas de agasalho, de alimentos e de outros recursos para as populações carentes
Jornal da escola
Premiação dos alunos destaques nas diversas modalidades

FONTE:Portal educacional do estado do paraná dia-a-dia educação.

Nomes:Camila,Fernanda,Samantha
Nº: 9,15,29
Série: 1ºanoB

Mayra disse...

Grêmio Estudantil
O que é o Grêmio Estudantil?

O Grêmio é a organização que representa os interesses dos estudantes na escola. Ele permite que os alunos discutam, criem e fortaleçam inúmeras possibilidades de ação tanto no próprio ambiente escolar como na comunidade.

O Grêmio é também um importante espaço de aprendizagem, cidadania, convivência, responsabilidade e de luta por direitos.

Objetivos

Por isso, é importante deixar claro que um de seus principais objetivos é contribuir para aumentar a participação dos alunos nas atividades de sua escola, organizando campeonatos, palestras, projetos e discussões, fazendo com que eles tenham voz ativa e participem – junto com pais, funcionários, professores, coordenadores e diretores – da programação e da construção das regras dentro da escola.

Para resumir: um Grêmio Estudantil pode fazer muitas coisas, desde organizar festas nos finais de semana até exigir melhorias na qualidade do ensino. Ele tem o potencial de integrar mais os alunos entre si, com toda a escola e com a comunidade.

Fonte: Caderno Grêmio em Forma, do Instituto Sou da Paz.
Site: http://www.soudapaz.org/

Nome: Mayra Lima Nº: 20
1º ano A

... disse...

O que é Grêmio?

O Grêmio estudantil é uma organização sem fins lucrativos que representa o interesse dos estudantes e que tem fins cívicos, culturais, educacionais, desportivos e sociais. O grêmio é o órgão máximo de representação dos estudantes da escola. Atuando nele, você defende seus direitos e interesses e aprende ética e cidadania na prática. O Grêmio é também um importante espaço de aprendizagem, cidadania, convivência, responsabilidade e de luta por direitos.

Como funciona?

Ele permite que os alunos discutam, criem e fortaleçam inúmeras possibilidades de ação tanto no próprio ambiente escolar como na comunidade.
A Lei nº 7.398, de 4 de novembro de 1985, garante a livre organização dos estudantes do ensino de 1° e 2° graus, independente, da direção da escola, sendo alguns procedimentos básicos e necessários:
- O primeiro passo para montar o grêmio é juntar os estudantes que estão a fim de criar e participar do grêmio. O ideal é ter pelo menos um representante de cada ano. Estes estudantes, deverão primeiramente avisar a diretoria da escola, e passar nas salas de aula para explicar o que é e como funciona o grêmio, e a importância da nova entidade na escola.
- O segundo passo é a formação de uma Comissão que vai criar um Estatuto, e convocar uma Assembléia, para aprovação do mesmo, fundação do grêmio e marcar a eleição para a diretoria do grêmio.
- O terceiro passo é a eleição, onde uma das chapas candidatas, será eleita, através de votação simples e direta, onde os estudantes escolherão a diretoria do novo grêmio. É importante convidar um professor para fiscalizar a eleição e apurar os votos, sempre primando pela seriedade e transparência da eleição (deve ser feita uma ata da eleição).

Qual é o Objetivo?

O Grêmio tem por objetivos: a reunir os alunos da escola; b. defender os interesses individuais e coletivos dos alunos; c. incentivar e realizar intercâmbio de caráter cultural, educacional e desportivo de seus membros; depromover a cooperação entre diretores, professores, funcionários e alunos no trabalho da escola; e defender e lutar pela democracia, respeitando as liberdades fundamentais do homem, sem preconceitos. zelar pela adequação do ensino às reais necessidades da juventude e do povo, bem como pelo ensino público e gratuito.

Site:http//www.Wikipédia, a enciclopédia livre.com.br

Nomes:Alerrandro Martins,Sara Dias e Tatiana Silva
Numeros:02,30 e 33
1°B

Raíssa Helen@ disse...

O QUE É GRÊMIO?

Grêmio é a entidade representativa dos interesses dos estudantes de cada escola, que propõe a discussão e implementação de ações tanto no ambiente escolar quanto na comunidade à qual a escola pertence.

O Grêmio Estudantil é uma iniciação dos jovens na gestão participativa da sociedade em que vivem. Quando verdadeiramente comprometida, a organização defende os interesses dos alunos, buscando parceria com todas as pessoas que participam do cotidiano escolar: diretores, coordenadores, professores etc. O grêmio poderá atuar em atividades culturais, esportivas, sociais, políticas e comunitárias.

OBJETIVOS

É importante deixar claro que um de seus principais objetivos é contribuir para aumentar a participação dos alunos nas atividades de sua escola, organizando campeonatos, palestras, projetos e discussões, fazendo com que eles tenham voz ativa e participem – junto com pais, funcionários, professores, coordenadores e diretores – da programação e da construção das regras dentro da escola!

ATIVIDADES

Dentre as muitas atividades que o grêmio pode realizar, destaca-se:

Integrar os alunos e a comunidade, promovendo eventos culturais como projeção de filmes, peças teatrais, gincanas, concursos de poesia, coral, festival de dança, de música, etc.
Cursos de artesanato
Campeonatos esportivos nas diversas modalidades
Palestra sobre, violência, drogas, sexualidade e meio ambiente, etc.
Campanhas de agasalho, de alimentos e de outros recursos para as populações carentes
Jornal da escola
Premiação dos alunos destaques nas diversas modalidades

NOMES:RAÍSSA HELENA,TAIZE,YSIS.

N°:23,28,32

SERIE: 1° ano A

FONTES:
*http://www.conexaoaluno.rj.gov.br/especial.asp?EditeCodigoDaPagina=2050;
*http://www8.pr.gov.br/portals/portal/gremio/index.php; *http://pt.wikipedia.org/wiki/Gr%C3%AAmio_estudantil

franklin disse...

1°anoA
nomes: sidney,franklin,leonnã

Gremio estudantil

O grêmio é uma organização sem fins lucrativos que representa o interesse dos estudantes e que tem fins cívicos, culturais, educacionais, desportivos e sociais.
O grêmio é o órgão máximo de representação dos estudantes da escola. Atuando nele, você defende seus direitos e interesses e aprende ética e cidadania na prática

Objetivo

Congregar e representar os estudantes da escola;
Defender seus direitos e interesse;
Cooperar para melhorar a escola e a qualidade do ensino;
Incentivar e promover atividades educacionais, culturais, cívicas, desportivas e sociais.
Realizar intercâmbio e colaboração de caráter cultural e educacional com outras instituições de caráter educacional

Atividades

Integrar os alunos e a comunidade, promovendo eventos culturais como projeção de filmes, peças teatrais, gincanas, concursos de poesia, coral, festival de dança, de música, etc.
Cursos de artesanato
Campeonatos esportivos nas diversas modalidades
Palestra sobre, violência, drogas, sexualidade e meio ambiente, etc.
Campanhas de agasalho, de alimentos e de outros recursos para as populações carentes
Jornal da escola
Premiação dos alunos destaques nas diversas modalidades.

rockstyle disse...


Grêmio estudantil e gestão democrática do processo escolar


O pano de fundo do grêmio estudantil é a existência de uma gestão democrática do processo escolar, capaz de pôr em funcionamento “movimentos importantes de participação de alunos, funcionários, professores e pais, atuando diretamente na desconstrução das relações hierárquicas de poder e na ruptura com os processos de exclusão que têm levado ao fortalecimento dos conflitos entre alunos e professores, como fenômeno de resistência. Neste sentido, a democratização do processo de gestão deve garantir, através do exercício permanente de análise e de ações participativas o acesso igualitário às informações a todos os segmentos da comunidade escolar e a aceitação da diversidade de opiniões e interesses.
Portanto, ao criar tal espaço de participação, o grêmio estudantil dá aos alunos a possibilidade de transformarem a sua realidade, proporem alternativas, lutarem por seus direitos e, o mais importante, exercerem a sua cidadania.


Larissa Kelly, N°15 1°A
Fonte :http://www.promenino.org.br

Mudesto- disse...

Guerra de Canudos

Uma família nordestina se divide quando a filha mais velha, Luiza, se recusa a acompanhar os pais e sua irmã na peregrinação liderada por Antônio Conselheiro. Luiza foge e se torna prostituta; sua família se estabelece em Belo Monte, região de Canudos, onde Conselheiro e seus fiéis procuram resistir aos ataques dos soldados federais enviados para acabar com o povoado.

Este é o registro do conflito que se opôs aos soldados do Presidente Prudente de Morais pelos beatos reunidos em torno de Antonio Conselheiro. Luiza lutava contra o povo de seu pai, obrigados a comer qualquer tipo de animal que aparecia em sua frente. O marido de Luiza morre, então ela começa a se prostituir para os soldados, até que um deles se apaixona por ela.

Belo Monte foi atacado por três vezes, porém ataques que nao valeram de nada contra os soldados de Antonio Conselheiro.Então vem o último e definitivo golpe contra esses bravos soldados, com a chamada "matadeira", Belo Monte se foi ao chão, sem nenhum pingo de piedade,satisfazendo assim, o desejo de coronéis e da Republica.





Comentario
Guerra de canudos é um filme que cosnegue mostrar bwem alguns aspectos gerais da guerra.
Aquele foi um conflito em que nenhum dos lados, por piores que fosse a condicao de luta, cedeu, exceto o grupo liderado por ÂNtonio Beatinho, o restante dos sertanejos de Canudos preferiu morrer atirandonos incendios a caírem nas mãos dos republicanos.



GABRIEL RIBEIRO MODESTO N:11 3ano